quarta-feira, 11 de julho de 2007

O homem e sua libido

Dizem que um homem pode conseguir todas as bundas por aí, mas nunca encontrará nelas a felicidade de um verdadeiro amor. Como eu já desisti de encontrar a felicidade, partir atrás de uns traseiros nesse churrasco abonado na Barra da Tijuca.

Assis, meu amigo pegador, foi quem descolou esse lance universitário. Fiz pinta de intelectual de meia idade ao me misturar com aquelas pessoas que eram íntimos de Marx, apreciavam um bom Chico, não dispensavam um bom carteado, mas o que gostam mesmo é de uma clássica bebedeira.

Sempre que estou com universitários e jogos de carta, eu me dou bem. Geralmente são pessoas com boa informação e bastante tempo disponível, ou seja, intelectuais ou vagabundos em potencial. Porém, eles nunca conseguem se sair muito bem em nenhuma das duas coisas. Eu, pelo menos, me dediquei de corpo e alma na arte da vagabundagem.

Eu estava tomando um uísque barato e levando numa boa todas aquelas rodadas de sueca. Muita gente não saca, mas o lance de qualquer carteado é saber contar e fazer muito bem o macete de acelerar ou reduzir a velocidade do jogo. No caso da Sueca é só saber contar até dez e dá umas bagunçadas na rodada do destrunfe. Coisa de criança.

Mas vocês não estão aqui para ter aulas de sueca e muito menos eu estava a fim de perder o meu tempo com jogo, desde o momento que aquela loirinha de óculos quadrados entrou na rodinha de carteado. Fiquei nervoso. Mandei para o Assis o velho olhar de homem no cio - sacam aquela apertada no olho safada? – e ele deu carta branca para ir em frente. Não que eu fosse me importar se ela estava acompanhada com a segunda dose daquela droga de uísque na cabeça, mas é sempre bom ter um apoio.

Decidi acabar de forma rápida o jogo e partir para as loiras. A Skol gelada e a dos óculos engraçados. Chamei pra perto do isopor, onde eu poderia controlar o nosso nível alcoólico e ainda olhar algum outro plano B caso tomasse um toco. Realmente não estou melhor da minha fase de pegador e as minhas frases geniais não estão saindo tão bem quanto há um tempo atrás. Talvez a velhice esteja me alcançando ou estou sendo ultrapassado por essa nova geração do “cala boca e beija logo”. Logo eu, que sempre tive o timming certo para finalizar uma pegação. Mas parece que o GAP entre o papo furado e o beijo vem diminuindo com o tempo.

Antigamente, eu me garantia muito bem com a técnica dos quatros tempos. Primeiro eu entrava no papo de onde ela morava, passava rapidamente para o papo do que ela fazia da vida e quando ela estava se empolgando com o papinho de emprego/estudo eu chagava no terceiro tempo apontando o cara mais aviadado da festa e perguntava: “não vai me dizer que você veio com aquele cara?”. Ela sempre ria e dizia que não e entravamos no quarto tempo com a clássica frase “então você veio aqui pra conhecer um homem de verdade”.

Putz, tenta fazer isso hoje em dia. O que reina é a técnica do ½ tempo. Essas drogas de micaretas. Acabaram com toda arte do romantismo das cantadas pré-programadas.

De qualquer forma, acho que a loira percebeu que eu estava um pouco nervoso. E entrou numa verve errada de querer ser a minha “guia espiritual”.

- Você me parece um pouco vacilante nas suas palavras, Vic.

- É. Eu fico um pouco assim perto de alguém mais inteligente do que eu. – Esse é a velha escapatória: quando não souber o que dizer, elogie. Quando souber, elogie mais ainda.

- Que isso. Você não precisa se diminuir assim.

- Eu não estou me diminuindo. É verdade; O que é bom. Hoje você conversa com essas meninas por aí e é só “blá, blá, blá”.....

- Nada. Você está se sinto menor, só porque não desenvolveu a sua inteligência emocional assim como eu.

- Pois é, eu bem que reparei que você – eu estava pronto pra encaixar mais alguma babaquice quando parei – O que você disse?

- Inteligência emocional, saca? Você tem que tentar estar em harmonia com o ambiente e com as coisas para poder tirar o melhor de qualquer situação.

- Ah sim....

- Por exemplo, esse churrasco. É uma avalanche de sentimentos exacerbados. Uns estão muito felizes, outros estão muito triste e a maioria esta realmente muito frustrada com suas vidas e seus sonhos. Você tem que estar acima disso tudo. Mais equilibrado do que o ambiente.

- E como você faz isso? Lendo as áureas das pessoas? – falei de forma sarcástica e para a minha surpresa:

- Sim. Com a pratica você começa a perceber. – bem, já estava na hora de começar a encaixar as piadas já que a pegação estava indo para cucuia.

- E o que eu tenho que fumar para isso?

- Você só será um bom observador da alma se for um bom observador do corpo.

- Eu adoraria observar p seu corpo mais de perto.

- O homem e sua libido. Quando você aprender a controlar todas as suas emoções, você se tornará uma pessoa melhor.

- E poderei tirar o melhor de qualquer situação?

- Exatamente. – loira maluca. Certamente o Assis sabia em que furada eu estava me metendo e mandou eu ir em frente de sacanagem.

- E como você esta tirando o melhor dessa situação?

- É tão óbvio. Eu estou lhe transformando em uma pessoa melhor. E depois que eu conseguir, você também terá o poder de transmutar as pessoas.

- Você só pode estar de sacanagem....

- Nada. Imaginei que você, por ser mais velho do que a maioria aqui, teria uma mente mais aberta. Você é aquilo que você dá para o mundo.

- Uma vez eu li que eu era aquilo que eu comia.

- É verdade também.

- Então, hoje eu sei o que eu não serei.

- O que?

- Você.

Peguei mais uma lata e parti para o outro lado do churrasco. Estava em busca do Assis. Não precisava um cara pegador como ele me sabotar dessa maneira. Me fez lembrar a porra do Ano Novo quando fiquei metendo uns papos de astrologia pra pegar uma hippie.

- E ai, Assis?

- Tá no papo?

- Tu só pode estar de sacanagem. Você me manda a presidenta da Sociedade Alternativa. Eu queria pegar uma mulher e não virar um hari krishna.

- Não, Vic, você entendeu tudo errado. Você a dispensou?

- Claro. Daqui a pouco a mulher estava lendo a minha mão.

- Putz, tu não sacou a da mulher. Se você continuar dando trela, ela sempre acaba te pegando. Você não precisa fazer nada.

- O que?

- É. Sei lá. Ela é maluca assim mesmo. Mas é uma maluca gostosa, o que é uma coisa muito boa. Ela é gente boa. E o melhor, tem um piercing na língua. Você nunca recebeu um beijo igual. – putz, fiquei bolado. Piercing na língua é uma das melhoras invenções desse mundo desde o Jack Daniel’s.

- Você está de sacanagem. Conversei com ela um tempão e não vi nada.

- Tô falando a verdade, Vic.

- Agora eu já fudi com tudo.

- Nada. Volta lá e continua com o papo.

- E o que eu vou fazer? Levar uma tabua de ouija para me desculpar?

- Sei lá o que você vai fazer. Fala que caiu de um disco voador, que viu nas cartas de Tarot que estava na hora de vocês tomarem outra juntos, qualquer coisa.

- Puta que pariu.

Fiz a minha viagem astral até o outro lado do churrasco mas não encontrei a maluca. Deve ter desencarnado ou algo parecido, porque dei uma bela procurada e não encontrei mais. Voltei para o que eu sabia fazer bem, a mesa de carteado. Peguei outro uísque para dar uma amaciada no estômago e tentei não me importar.

Mas não conseguia. Fiquei em desequilíbrio com o ambiente. Essas coisas de quem é burro emocionalmente. Não conseguia me concentrar em nenhuma outra mulher ou outro papo. Na minha mente eu só pensava na porra do piercing na língua. Comecei a perder nas cartas, mas nem isso me empolgava. No final, só me restou a bebedeira.

Só vi a maluca quando já havia escurecido. Tinha reaparecido na festa com um outro doido. A história que o pessoal estava contando é que eles tinham saído para comprar cigarro e demoraram umas três horas. Aquele era um cara que sabia tirar o melhor de qualquer situação. Uma ou duas cervejas depois, eu e Assis fomos embora. Fui até ela para me despedir. Talvez arriscar um telefone. Mas quando eu cheguei pra falar, o maluco chegou junto. Mandei uma careta e ela me mandou outra. E juro a vocês que foi a primeira vez que eu fiquei excitado só de ver um pedacinho minúsculo de metal. Pois é, o homem e sua libido.

21 comentários:

  1. É sempre assim.. nos arrependemos do que não fazemos, mas enfim, tb nunca provei uma garota com um piercing na língua.. Será que é tudo isso mesmo?! hehe

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Nem só de vitórias vive um homem, certo? Eu já peguei uma mulher que o piercing era a única coisa que salvava...

    ResponderExcluir
  3. É meu caro amigo,

    É difícil aceitar a derrota.. o predador não consegue mais escolher suas presas.. vai ter que pegar as mais fáceis, porém as menos gostosas... O tempo é seu rival.. seu inimigo.. e tenha certeza que ele vai começar a te arrastar em direção ao fundo.. veremos bons post de crises existenciais...

    Bem vindo a velhice!!!

    ResponderExcluir
  4. não pegou ninguem, mas pelo menos contou uma história que as vezes, é muito mais importante de que mt beijo com piercing

    ResponderExcluir
  5. "- Então, hoje eu sei o que eu não serei.

    - O que?

    - Você."

    Sensacional!!!!!

    Quanto ao placar, Vic, nem sempre dá para pontuar... Acontece...

    Mas com aquele papo, até que vc resistiu bem...

    Da proxima vez, deixa ler a mão.

    E valeu pela volta!!

    ResponderExcluir
  6. eu eu eu

    o vic se deu mal

    xD

    ueaoieuoaieiuea

    piercings saum piercings neh ^^

    eueaoueaoi

    boa historia vic

    ResponderExcluir
  7. puta merda tinha que ter tido paciencia cara...e nem o telefone conseguiu pegar que merda...
    saudações.

    ResponderExcluir
  8. Essas minas assim é foda (quer dizer não é), mas para um cético como eu, é chato ouvir esses papos, já que não gosto nem de ouvir a pergunta "Qual o seu signo?", sempre respondo "não acredito nisso... Escopião."

    Isso mesmo malandro, a história é boa, voltarei aqui mais vezes.

    ResponderExcluir
  9. Tadinho! Hahaha!

    Sabe, essas "pseudo-intelectuais" estão em alta... Quando se deparam com pessoas como eu, "depravadas" diga-se de passagem, acabam assim, como ela fez com você: com um discurso de mundo melhor furado...

    Você aprende baby
    Beijo

    ResponderExcluir
  10. eohiaeoahiea
    vc é foda demais.
    queria ter visto o corte que vc deu na doida, mas putz, triste o final heim

    ResponderExcluir
  11. hauehauehae
    um texto melhor q o outro.. parabenss
    ansioso pelo desfecho da historia da sua viagem pra MG =]
    abraçoo

    ResponderExcluir
  12. Esse lance do pirging é foda. Uma amiga dizia que o dela não era estético e sim funcional...

    ResponderExcluir
  13. eu nem acho piercing na língua grande coisa... vc nunca pegou ninguém que tenha?

    não faz a diferença que parece fazer...

    Vic, eu sou leitora daqui há muito tempo, abri um blog, tem como linkar?!

    beijos!

    ResponderExcluir
  14. Rá! Muito massa a história. Mas vc poderia ter deixado ela com essa aconversinha chata mesmo. Depois era só lazer. às vezes precisamos nos sacrificar pra ter bons resultados.

    ResponderExcluir
  15. hahhauhuashuas muito bom o post!
    :*******

    se eu fosse homem ia preferir encarar uma mulher feia a uma mulher chata. putz, nao tem coisa pior!

    e nem sabia do mito do piercing hein! bom saber hehe...

    beijo beijooo

    ResponderExcluir
  16. essas coisas sempre aconteceram comigo...

    principalmente depois dos micaretas que nao fui e perdi a evoluçao do

    cala boca e beja logo...

    =/

    ResponderExcluir
  17. piercing na lingua eh bom... mas n eh essas maravilhas todas tb n!


    atualiza, vic!

    ResponderExcluir
  18. Sim, Vic, o libido está sempre em alta!
    Como uma boa universitária entendo todo esse ambiente de mistura, libido e inteligências artificiais.

    Gostei muito do seu blog. Muito interessante.

    E ainda resta uma esperança, posso jurar que aida gostamos das velhas cantadas!

    Abraços,
    Larissa

    larissalisboa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. da próxima você já chega falando...
    "Nada pessoal não Lu (nome da pessoa) , mas tô com uma vontade de fuder da porra ! Vamos para sua casa?"
    Essa é do gênio chamado Batata, lá de Salvador

    Não sei se dar certo, mas que vale a pena, vale.. ainda mais para uma mulher dessa.

    ah! ótimo texto! leria um livro assim...

    ResponderExcluir
  20. Quando a gente usa o papo de guia espiritual, começa a falar muito sobre auto-conhecimento ou coisas assim é pq não quer pegar o cara e não sabe como falar isso. Até pq, se vc está sozinha, permitiu o cara se aproximar, ele não é aleijado nem pesa 300 kilos, então pq não ficar? Por isso usamos o recurso do papo chato...sacou?

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Já ouvi dizer que piercing na língua traz bons resultados em certos exercícios orais. Nunca provei pra ter certeza.

    ResponderExcluir